Páginas

segunda-feira, 16 de julho de 2012

SOBRE DIREITO MORAL NA ORDEM POLÍTICA E SOCIAL


Lideranças oficiais, de Governo ou a Governo arrogadas ou associadas, quando não se prestam ao respeito da normalidade democrática, da família ou da ordem política e social, não têm moral para posicionarem-se como árbitras ou coordenadoras de processos de normalização. O que é agravado quando adicionalmente abusam da confiança dos cidadãos e da sociedade, de todos os que têm expectativa de seu bom e respeitoso desempenho. Quando não têm reputação consagrada, então, de forma mais importante ainda. Boa reputação, o que é patente às ciências humanas e sociais, é muito difícil de ser conquistada. Quando se perde, muito mais. Isto quando é possível reconquistar.

Nenhum comentário: