Páginas

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CONSÓRCIO DE CÂNCER DO PULMÃO

 
 
Diferente de consórcio de dinheiro, de imóveis ou de veículos, se você participar e parar, muito provavelmente você acaba recebendo! Dez anos, vinte anos, 30 anos depois...! O que você aplicou, investiu, rende "juros e correção monetária"...! Não é perdido, não...! E ninguém vai assumir o teu lugar! É garantido que você recebe, mesmo... Mais cedo ou mais tarde...! Se você não morrer antes... É claro...! Como também acontece com os participantes dos demais consórcios...!

A nicotina que você compra e os acessórios produtos químicos para melhorar o prazer de sua participação e conservar melhor o investimento para que não deteriore antes do seu usufruto "básico", não precisam ser devolvidos ao vendedor na íntegra ou parcialmente, não...! Ficam nos seus pulmões por praticamente toda a tua vida...! O que é garantido por natureza...! Uma "beleza"... Em fevereiro, no Carnaval, com fusca, violão, uma namorada chamada Teresa ou um namorado chamado João...!

Mais cedo ou mais tarde você usufrui o resultado do... "investimento..." E você encontra fornecedores facilmente em quase todos os países do mundo...! Um capital e tanto movimentando o negócio...! Gerando impostos sobre atividades comerciais, industriais e de serviços (de representação comercial, transporte e outros...)! Do que temos também enormes contribuições para os orçamentos "de interesse público"..! Fortalecendo também a capacidade financeira do meu, nosso, teu Governo, e de muitos outros! Até para custear sistemas de previdência social e saúde dos quais você poderá precisar de amparo ambulatorial, cirúrgico ou mesmo de aposentadoria por invalidez por acidentes ou doenças adquiridas...! Tudo, tudinho mesmo, gerando emprego e renda...!
 
Saúde...! E bons negócios...!

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

INSS: Crítica Sobre Aposentadoria e Resposta Sobre Orçamento

Acabei de ler mensagem recebida pelo Whatsapp. Com crítica sobre a capacidade orçamentária governamental brasileira para pagamento de aposentadorias. A qual reproduzo abaixo, seguida de minha resposta. Para quem não sabe, fiz parte, quando trabalhei no Governo Federal, como representante da Gerência Regional de Brasília da extinta Fundação Legião Brasileira de Assistência, da Comissão Regional de Pessoal. Para gestão de tudo o que era tangente ao então Ministério da Previdência e Assistência Social - MPAS. E fiz vários cursos relacionados, antes e depois desta participação. Nossas análises contemplavam também o orçamento da Previdência Social.

A mensagem recebida, na íntegra:

"🔎Vamos ver se a Previdência  é realmente deficitária, vejamos::