Páginas

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

De Regimes Totalitários

Regimes totalitários nunca foram e nunca serão solução confiável para democracia por excelência. De Direita ou de Esquerda. Podem até ser explicados em caráter de exceção. Sim... Mas não são confiáveis. E liberdade, livre arbítrio, livre negociação, são essencialmente indispensáveis.

Em regimes totalitários, o espaço para "lobby" de influência é absurdamente grande e as pessoas de bem têm mais chance de serem expostas a ele. Covardes e acovardados são assim portanto mais sustentados em suas fragilidades. E a população, a sociedade de modo geral, exposta à corrupção, especulação e insegurança socioambientais. Neles células sociais danosas com imagem associada a suas lideranças expressas podem ser organizadas e ter mais espaço para articulações contraproducentes ao desenvolvimento salutar e à verdade dos valores. Especialmente junto a economicamente precários, ignorantes, inexperientes e politicamente acomodados.

Nunca abonei, conheci, estranhei, jamais me entreguei, tampouco integrei além de minhas atribuições funcionais publicamente instituídas. Tenho queixas e sempre tive reservas. Do que conheço, há muito do que não gosto. Seus críticos em Governo deveriam ser exemplares. Muitos não o foram, outros tantos não o são.

Sobre confiabilidade em regimes de Governo, se os totalitários não são e têm condições como as acima mencionadas, outros também não o são! Mas ao menos neles a liberdade para articulação e mobilização de interesse é recurso disponível a melhor termo.
 
Sou de Direita e permanecerei sendo! Uma questão de bom senso! Uma questão de liberdade e responsabilidade individual! De Direita, assim capitalista considerando o ser humano determinante e inestimável bem, sou social! O que muitos poderiam dizer, quem sabe, que sou o mais socialista dentre todos os capitalistas! Mas sempre capitalista! Sem jamais renegar o social!

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Sobre o Consumo de Leite e Derivados

Há alguns dias um dileto amigo comentou comigo ter assistido uma reportagem com o eminente médico Dr. Lair Ribeiro, na qual o consumo do leite de vaca e seus derivados foi enfaticamente comentado como contra-indicado. Com muitas referências ricas sobre o assunto.

Sobre o consumo do leite de outras espécies, que somente o ser humano faz, alguns valores importantes:

  • o ser humano é o único animal analítico que age instintiva e prejudicialmente aos da sua espécie, ignorando, como alguns agentes de Governo o fazem, valores essenciais da dignidade da pessoa e da liberdade (mas isto não tem muito a ver com o leite, propriamente dito, não!!!!! Kkkkkkkk)
  • o ser humano é o único animal que reconhece o valor de leites de outras espécies, como o leite de cabra, de égua ou de jumenta, ou ainda o de camela, como valiosamente proveitosos à substituição do leite materno quando este é ausente em algumas mães deficientes em lactância; ou ainda em casos de doenças em que somente conseguimos curas poderosas a bem com a utilização dos referidos leites;
  • o ser humano é o único animal ao qual Deus legou condição de domínio e poder sobre todos os outros;
  • o ser humano é o único animal capaz de extrair o mel de abelhas de várias espécies, de planejar sua alimentação de forma diversificada e produzí-la de forma organizada e sistemática a bem de suas necessidades nutricionais;
  • o ser humano é o único animal capaz de produzir medicamentos os mais variados, entre os quais venenos contra animais peçonhentos, parasitas, pragas e outros males;
  • o ser humano é o único animal capaz de formar-se profissionalmente como Administrador, Agrônomo, Biólogo, Médico, Professor, Engenheiro, Físico, Químico, etc...;
  • o ser humano é o único animal em cuja sociedade temos corrupção nos quadros de Governo e Polícia, diferentemente dos demais animais sociais, em que os com atribuições de segurança jamais frustram suas populações com desempenho imbecil de suas funções!

Temos, portanto, que o ser humano é diferenciado em relação aos outros animais não somente quanto ao consumo de leite de vaca, não é?!

Sim, a natureza animal irracional limita cada espécie ao desenvolvimento de faculdades próprias especificamente a suas funções naturais. Do que diferentes espécies têm acesso nutricional limitado ao que Deus lhes programou essencial. O que lhes limita também quanto a expectativa de vida e relações naturais. Abelhas polinizam as flores e produzem mel; bovinos, caprinos, ovinos e bubalinos têm utilidade preponderantemente como alimentos em carne e leite. Quando não aproveitáveis em algum trabalho como arado ou transporte de carga, como os equinos, asininos e muares. Galináceos para carne e ovos, e por aí vai...!

Acredito que o caso do leite, recomendado por muitos profissionais de saúde, pode ser considerado também quanto à dosagem ponderada do seu consumo "in natura" ou transformado. De forma a que sua presença proporcional ao consumo de outros alimentos possa ser adequada ao que se chama alimentação balanceada e diversificada! A alimentação diversificada enriquece o ser humano com qualidade protéica e vitamínica ímpar em relação a todas as demais espécies animais que têm funções na natureza bem mais limitadas ao que tudo o que o ser humano é capaz de realizar. Assim, eles precisam somente de nutrientes elaborados pela natureza segundo suas capacidades específicas de acesso e consumo. Dos quais são favorecidos com uma alimentação mais elaborada somente aqueles que o ser humano tem condição e interesse a isto proporcionar. Como no caso da produção de rações animais, medicamentos, etc., não é?!

Mas os relatos do Dr. Lair Ribeiro de fato são muito importantes e não devem ser desprezados. Ao contrário, devem ser vistos com muito interesse e respeito. Cientistas da alimentação, em seus anseios de ganhos pessoais numa sociedade (humana) cheia de problemas de justiça econômica e moral, são responsáveis pelo desenvolvimento de alimentos geneticamente transformados a bem mais somente da produção em massa. Sem providenciarem esclarecimentos públicos sobre os efeitos nocivos de seu consumo ou orientações sobre como minimizá-los. Isto acontece há décadas e décadas. A começar pelas hortaliças e leguminosas... O que vem causando sérias doenças entre nós...

Outra reportagem muito importante em que temos também a louvável participação do Dr. Lair Ribeiro pode ser assistida no vídeo acessível através deste link. Trata-se de consumo de água gasosa e sal marinho...

sábado, 3 de outubro de 2015

O Que Fazer Sentindo Paixão Por Alguém?!

Uma prezada amiga acabou de partilhar numa rede social que está sentindo-se apaixonada! E expôs isto a seus amigos virtuais, na expectativa de respostas com opiniões sobre o que fazer!

Minha resposta, ao par do que já escrevi outrora em algum lugar:

Certifique-se de que não está apaixonada por quem não está apaixonado por você! E responda a seguinte pergunta: "se eu ficasse enferma, de cama ou mesmo inválida, eu confiaria nesta pessoa para que ela cuidasse de mim com toda a dignidade e amor concernente ao que eu poderia fazer por ela?" Se honestamente responder que sim, bem, lembre da certificação inicialmente recomendada! Paixão somente é salutar se for alicerçada em amor consciencioso!!!!