Páginas

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

UMA MELHORA NO DIA DE NATAL...!


Cartão produzido com o suporte de Birthday Alarm




Amigos, amigas, amados irmãos e irmãs em Cristo, demais leitores, preciso testemunhar um fato acontecido exatamente há alguns instantes, quando eu estava fazendo minhas orações desta manhã deste Dia de Natal...! Não há como eu não ficar gratamente impressionado com o que aconteceu...! Coincidência?! Benção?! É um mistério que a Deus pertence...!!!

Há dias eu vinha sentindo que estava com uma LER (Lesão por Esforço Repetitivo). No músculo do meu braço direito. Decorrente de intensos trabalhos online realizados com o mouse, que venho fazendo há meses. Experiente em preparação física devido às atividades desportivas que pratiquei, notei mesmo que teria adquirido esta LER a qual vinha me incomodando muito e que eu não sabia como ficaria. E estava ultimamente administrando meus esforços a bem de uma potencial recuperação. Mas sem interromper meus trabalhos, muito importantes para mim especialmente neste momento. 

Bem, depois de ontem ter feito uma oferta maior que a que faço de costume nas Missas, durante a Missa de Natal justamente porque queria presentar a Jesus de uma forma diferenciada, durante minha adoração a Deus em minhas orações matinais de hoje, repentinamente ouvi um barulho localizado como que do nervo lesionado sendo destravado, e a sensação de que minha lesão havia sido curada. Constatando realmente que a mesma essencialmente acabou. Do que ainda tenho ainda apenas uma discreta sensação dolorosa regional em torno da mesma. Devido a um prazo natural que o organismo exige para que a região afetada desinflame por completo. Minha LER acabou...! Coincidência ou benção, ou milagre, neste Dia de Natal! 

Qualquer que seja a explicação efetiva para isto, dou graças a Deus! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo...! Graças e louvores sejam dados a todo momento ao Santíssimo e Digníssimo Sacramento...! Salve Maria, Senhora de Deus, Mãe Imaculada de Jesus, Rainha da Paz, Dona da Casa no Reino do Todo-Poderoso, a Quem Jesus atende e obedece! Mesmo porque Ela nada faz que possa contradizer os desígnios do Pai do Seu Filho Redentor do Mundo...!

Feliz Dia do Natal a todos!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Música e Bem, Música e Mal...

A música pode fazer bem, mas também o mal.

Diversas vezes ouvindo sequências de músicas de diferentes intérpretes ou autores, venho notando que, a partir do momento em que temos algumas especificamente apresentadas, temos também como que uma invasão de maus pensamentos. Como um bombardeio de ideias ruins e sentimentos de revolta intensa projetando defeitos ou más lembranças de pessoas que conhecemos ou das quais temos infelizes lembranças. Pessoas do nosso círculo de amizade ou mesmo familial. Das quais conhecemos atitudes ignorantes, inocentemente praticadas ou essencialmente desprovidas de maturidade. Atitudes até mesmo classificáveis como rídiculas ou surpreendemente espantosas para nós, por parte de quem jamais poderíamos esperá-las... Atitude que nos mostraram uma grande distância entre nós e pessoas próximas e queridas que conosco conviveram cotidianamente. Mas que, pela falta de diálogo e intercâmbio de experiências, de partilha de vida e solidariedades interpessoais que nos levariam ao mútuo e promissor reconhecimento de condições, interesses ou potenciais, então descobrimos que não conhecíamos a bem. O que então proporciona, além dos sentimentos dados pela surpresa mencionada, também num íntimo sentimento de pesar ou tristeza...

Tudo por causa de músicas que nos conduzem a lembrar destes fatos negativos ou pobres associados a nossas relações sociais...

Aos bons observadores, entretanto, isto passa a ser referência de grave perigo. E até mesmo de que este perigo pode estar associado à ação deliberada do demônio. Interessado em fomentar a desunião, a discórdia, as más lembranças e os maus sentimentos. Interessado em nos conduzir a dispersão e rude repúdio por quem temos arraigadas identidades e pares vínculos ao que nossos mais nobres interesses justificam não a aversão, mas o amor edificante...

Notamos também que, especialmente uma vez estimando os efeitos incômodos e maléficos de tais músicas, ao interrompermos suas audições simplesmente, e de imediato, tais ideias e lembranças ruins, juntamente com todas as expressões de crítica e revolta, param instantaneamente... Como que se dando a conclusão de um ritual de exorcismo em que o demônio é finalmente expulso da pessoa possessa e a abandona deixando-a em paz integral... Impressionante realidade...!

Assim, refletindo sobre esta realidade nua e crua, achei por bem partilhar com a sociedade e meus cotumazes leitores. "Ai de quem não procurar a sabedoria. (...) Ai de quem não propagar a sabedoria. (...) Ai do tímido." (Bíblia Sagrada)

Portanto, prezada leitora, prezado leitor, prestemos atenção sempre nas nossas reações e nos nossos pensamentos dados ao ouvirmos música. Em todos os ambientes, ao vivo ou reproduzidas... Música ruim é como companhia ruim: ao contrário das boas, traz o mal. E pode trazer o mal de forma expressamente planejada pelo maligno desde a sua composição. Até a nossa audição e a nossa reação. Provocando danos tão graves e profundos quanto a dissolução dos nossos mais valiosos laços de amor e capacidade de viver e fazer viver bem...


terça-feira, 25 de novembro de 2014

Desaparecimento, Encontro e Reflexão Sobre Nós

Acabo de passar por um momento de profunda preocupação com o contexto em que estou. Por ter notado o desaparecimento de uma importante base de dados portátil que mantenho...!

Estimei o possível e o impossível sobre "como é que poderia ter desaparecido base que tenho em tão alta conta e que é regular objeto de minha cotidiana atenção"...! Procurei aqui e ali, cá e acolá... E o estresse começou a se dar, com preocupações sobre necessidades de atualização de referências de acesso a dezenas de sítios Internet muito importantes para mim. Inclusive do ponto de vista econômico e financeiro. Além dos funcionais essenciais a minha comunicação e à gestão das minhas demais responsabilidades profissionais...

Refleti sobre o que fez-me lembrar do tal pen-drive. E lembrei de tudo o que poderia ter influído a que eu eventualmente tivesse me distraído a ponto de perdê-lo... Lembrei de atitudes alegres em excesso, precária ordem moral e cívica e ainda limitações inerentes a abordagens profissionais por excelência por parte de várias pessoas com as quais tenho contato... Lembrei assim que estou neste contexto... Não invulnerável aos reflexos negativos de brincadeiras pueris de quem não as deveria realizar, de desconhecimento por parte de quem deveria procurar o conhecimento e não o faz a bem, de parca dedicação à sabedoria divina por muitos dos que se dizem de fé. Mais ainda então dos que se dizem da minha fé...! E também no contexto da ordem brasileira...: da qualidade administrativa e jurídica do meu País, o Brasil; dos abusos no seu contexto praticado; e nos reflexos disto tudo geradores de insegurança institucional e danos de efeito moral em mim e em todos nós...

Então, depois de segundas, terceiras ou quartas buscas, acabei encontrando o meu particularmente valioso pen-drive. Depois de ter feito mudanças de senhas de acesso em quase uma dúzia de sítios web.

No contexto todo, cheguei a pensar: "quero sair daqui, quero mudar daqui, preciso mudar daqui..." No que lembrei do resto do mundo, e pensei: "para onde...? Está tudo tão ruim lá fora... Temos defeitos e grandes problemas em praticamente todos os lugares do mundo... Não raro bem mais graves que aqui..."

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

19 de Novembro - Dia da Bandeira do Brasil



Interessante, lembro quase como se sendo hoje, o dia em que, ao par de todos os brasileiros associados ao serviço militar, cumprindo os preceitos cívicos para formalização da minha cidadania nas obrigações do serviço militar obrigatório, vi-me na contingência pátria de jurar à bandeira.

O evento se dando no gramado da plataforma térrea da Estação Rodoviária de Brasília... Juntamente com outros tantos concidadãos, ao formarmos para a solenidade pública, pareceu-nos estarmos revestidos de atenções especiais. Tais em eloquente intensidade especial, quase como que cósmica ou superior em instâncias de abordagem ou condução da sociedade, que a grande maioria dos transeuntes presentes à plataforma superior tendeu a voltar-se para nós e acompanhar aquele ato moral e cívico...

Jamais esqueci, jamais esquecerei. Quanta evidência, quanta importância...! Parecia que éramos heróis nacionais... Tamanha concentração de eloquência à qual todos os aqui mencionados foram conduzidos... O espírito cívico projetado pelos mais graves discursos políticos do Regime de 1964 estava presente...!

Que brasileiras e brasileiros, todos, civis e militares, de todas as condições, possam ser dignificantes de tão nobres projetados sentimentos pátrios... Hoje e sempre...

domingo, 16 de novembro de 2014

The Biggest Spider - Terror in Bathroom! A Maior Aranha - Terror no Banheiro!

Comment today originally posted in National Geographic Society website article Puppy-Size Tarantula Found: Explaining World’s Biggest Spider, also under moderation to be published
(Tradução para o Português logo abaixo)
 
About the biggest spider in the world, I have personally a singular experience from years I lived in my mother's born city, Bom Jesus, Piaui. I never saw another spider so biggest than that I saw in a certain night, in my recent new address house's bathrom. "Incredible"! I was going to bathrom by 11:30 pm, when, after turn on the corridor's light, I then saw it in the floor distant from me only around a meter! I'm only with a sandal and brief, with a big dark spider with a diameter of about 35-40 centimeters... A tarantula specie... Both then standed and quiet, I then worry and thinking in a manner to dominate it, remembering about some broom or a squeegee I could use to improve it... Stopped... When I discretly moved myself to look for some option around, the spider in a quick action got away to the wall behind it and in a minuscule cavity was out of my view... An extraordinary experience, unforgettable. In the follow day, I looked for some place I could meet it newly out home. However without any useful reference to hunt it... I've moved to that house just in that day... A house in a centered place in the small city, and with bad cleaning cares by its last inhabitants... I never saw any spider of that dimension...! Nor in Butantan Institute in Sao Paulo nor in any National Geographic or other eminent environmental research institution documentaries... An incredible, an extraordinary big spider... The biggest of world I never saw equal...

TEXTO EM LÍNGUA PORTUGUESA

Sobre a maior aranha do mundo, eu tenho pessoalmente uma experiência singular dos anos em que eu morei na cidade natal de minha mãe, Bom Jesus, Piauí. Eu nunca vi outra aranha maior que aquela que vi numa certa noite, no banheiro da minha então recente casa! "Incrível"! Eu fui ao banheiro por volta das 23:30 horas, quando, depois de ligar a luz do corredor, eu então a vi no chão distante de mim apenas cerca de um metro! Eu então somente com uma sandália e cueca, comuma grande aranha escura de cerca de 3-40 centímetros de diâmetro... Da espécie das caranguejeiras, tarântulas... Ambos então parados e quietos, eu preocupado e pensando numa forma de dominá-la, lembrando sobre alguma vassoura ou rodo que poderia utilizar... Parado... Quando eu discretamente me movi para procurar alguma opção em volta, a aranha numa rápida ação fugiu voltando-se para uma minúscula fresta entre o chão e a parede por detrás dela em que sumiu de minha vista... Uma extraordinária experiência, inesquecível. No dia seguinte, procurei por algum lugar fora da casa onde eu pudesse encontrá-la. Entretanto sem qualquer referência útil a que eu pudesse capturá-la... Eu mudei para aquela casa localizada no centro da pequena cidade, e que era mal cuidada em termos de higienização por parte de seus anteriores habitantes... Eu nunca vi nenhuma aranha daquele tamanho...! Nem no Instituto Butantã em São Paulo nem em documentários da National Geographic Society ou de qualquer outra eminente entidade ambientalista de pesquisa.  Uma experiência incrível, uma extraordinária enorme aranha... A maior do mundo que eu nunca vi igual...

sábado, 8 de novembro de 2014

Uma verdade da Revolução de 1964

POSTAGEM REEDITADA EM 13/11/2014, A BEM DA PLENA COMPREENSÃO DO QUE DE INTERESSE
Uma verdade da Revolução de 1964: os que fizeram lobby para se manterem importantes e sustentar bandalheira à sombra ou na investidura das fardas das Forças Armadas e do regime não fazem mais senão escondidos. Mas estão todos, sem exceção sequer de regime, acompanhados, muito bem acompanhados, documentados e sob controle...! Isto se aplica também a integrantes da cúpula do Regime evidenciáveis ou indiciáveis no que cabível. O que é aqui expresso de público em especial para bom proveito ao que de interesse no âmbito das Forças Armadas. Os que não fizeram senão primar pelo melhor possível na ética e na ordem contextual, segundo as melhores tradições culturais e morais e cívicas brasileiras, permanecem cada vez mais altivos, atentos e fortes...

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Quero Te Ver Sempre de Bom Humor

Acha que rezar é besteira?! Que é coisa pra "beato, pra Freira, pra Padre, pro Papa"? Não acredita em Deus?! Pense então nos riscos de cair na condução do diabo! Não acredita nele?! Bem, neste caso, "cuide-se bem, perigos há por toda parte, é bem delicado viver... De uma forma ou de outra, é uma arte..." (...) Eu quero te ver com saúde... E sempre de bom humor... E de boa vontade... Com tudo..." http://letras.mus.br/guilherme-arantes/46305/

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Nosso Tempo, Nossas Realidades, Nossas Virtualidades

Após um mês da Pátria no Brasil sem postar uma matéria sequer, justamente por demanda de atenção que limitou meu tempo para isto, hoje quero partilhar aqui uma recomendação considerável a todos os que viram nas redes sociais virtuais uma esperança para suas satisfações reais!

Se você se interessou em participar de redes sociais virtuais para preencher vazios nas suas redes sociais presenciais, somente saia das virtuais se reconhecer nas presenciais soluções ao que considera importante para desprezar as esperanças de suprimento nas virtuais! Mesmo que estas não lhe estejam sendo satisfatórias em resultados de expectativas.

Mas, antes de tudo, use bem o seu tempo! Se não conseguir nada nas redes virtuais também, pense na forma como o está utilizando, nas companhias que você está tendo, estude mais, ore mais, produza mais, seja mais. Lembre sempre de que nenhuma mudança essencial ocorre do dia para a noite. A não ser a das luzes que o Sol proporciona e que podemos ver no brilho das estrelas...!

domingo, 31 de agosto de 2014

Nenhum Político?!

Acabo de ler uma postagem alusiva "aos políticos". Dentre muitas que temos nas redes sociais e que proliferam especialmente em época de eleições.

Em seu conteúdo fala-se que "nenhum político vai fazer algo de bom para você, a não ser que você esteja de conluio com ele", e que os políticos não pensam no povo e na Nação, apenas visando tirar proveito dos cargos que ocupam", que "não representam os cidadãos e apenas se utilizam deles para se elegerem". Concluindo com a recomendação de que "jamais confiem neles". E de que "necessário se faz a mudança dos que estão no comando do país" e "uma eleição com cidadãos honestos e capazes". Encerrando finalmente que estes mesmos cidadãos "estão recolhidos diante de tantas sujeiras..."

Ora, senhoras e senhores, somos todos animais políticos... E política não se faz somente pelo voto eleitoral. Mas quotidianamente... Voto é apenas instrumento de investidura em mandato temporário. Temos o dever moral e cívico de não considerar a oportunidade do voto como "a mais importante de nossas vidas". Como sugere estupidamente propaganda da atual campanha governamental associada às eleições 2014.

A hora mais importante de nossas vidas é a hora da morte. A hora em que ficaremos de frente para Deus e estaremos na iminência do julgamento após nossas vidas em que teremos então a confrontação sobre o saldo de nossas ações más e ruins. Sobre nosso amor pela verdade e pela vida. Sobre nossa atitude e nossa conduta diante das oportunidades de exercício da caridade sem a qual a fé de nada vale... Um imbecil, ou uma imbecil, ou uns imbecis, quem responde pela menção midiática aqui tratada. Tão imbecil que faz mídia para nós como se nós o fôssemos. Nós decisivamente não o sendo a tanto... Uma estupidez de Governo, de Governo Federal do Brasil... Uma porcaria do nosso Governo, do nosso Poder Executivo. Ou seria esta mídia produzida sob os auspícios do Judiciário?!

Bem, digam-nos que nunca político nenhum fez algo de bom para nós. Demonstrem isto... Duvido que o consigam... Estamos cheios de exemplos de concidadãs e concidadãos favorecidos particularmente por políticos. E não políticos em "conluio". Mas em coligação ou ações independentes a solucionar problemas econômicos, logísticos, políticos ou sociais de indivíduos ou grupos que conhecemos. Exemplos temos aos montes...

Concidadãos "recolhidos diante de tantas sujeiras" não deveriam assim estar. Isto é marginalismo institucional, descaso político por parte de seres políticos por natureza. Que não é o meu caso, como é de público conhecimento. E também de muitos concidadãos e concidadãs de nosso País que conheço...

Embora saibamos, também, que "tantas sujeiras" muitas vezes não são atos propriamente de responsabilidade dos políticos eleitos... Embora possam todos eles, senão ao menos sua grande maioria ou uma boa parte deles, diante de certa inanição frente aos apelos e encaminhamentos populares a solução de problemas estes sim não tratados a boa solução, estar de fato em "conluio". Conluio não expressamente com mandatários eleitos. Mas com outros atores governamentais ou governativos. Em desrespeito aos preceitos de normalidade processual e ordem pública instituída essencial à democracia...

Concidadãos "recolhidos diante de tantas sujeiras" deveriam ter vergonha de assim estarem. Pois, resolver o que de próprio haver é dever. Jamais amparado pela covardia ou pelo comodismo. Ou ainda pela rebeldia ou vaidade de quem deixa a solução dos problemas menos fáceis "para o Governo". Ou "pros home"...

O problema político dos brasileiros é considerar política um assunto que cidadão comum somente deve considerar e trabalhar para votar... "Votou, pronto! Vamos pra cerveja, pro futebol, pro samba, pra galera e o resto que se dane que eu quero mais é me arrumar..." Diante do que político que se presta ao respeito não é imbecil para dedicar respeito mais que o merecido...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Duas Petições de Interesse Político e Social

NOVA ETAPA NA LUTA PELA REVOGAÇÃO DA LEI CAVALO DE TRÓIA

Para todos os que crêem na vida personalizada desde a concepção, e portanto na sua incondicional defesa, uma oportunidade de brasileiros e brasileiras exercerem o civismo. Unindo-se à campanha simplesmente assinando esta petição, de forma fácil e on-line, em poucos minutos. Clique aqui.

PELA REVOGAÇÃO DO DECRETO QUE ALTEROU O SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO

Governos constituídos por representantes eleitos de livre iniciativa, remunerados e suportados infraestruturalmente de forma diferenciada para bem desempenharem os mandatos aos quais se candidataram numa Nação de pessoas livres, devem governar pelo exercício pessoal do discernimento ao que deve ser feito. De acordo com as capacidades pessoais que venderam ao povo ao solicitar o voto de cada cidadã ou cidadão. Governar através de comitês populares é um engodo para com o povo, onde o exercício da capacidade profissional e da responsabilidade política é acomodadamente transferido ao povo. Enquanto mandatários remunerados conforme acima exposto não respondem com eficácia pelo compromisso de gestão dedicada e isenta dos haveres públicos. Una-se à campanha pela revogação do Decreto nº 8.243. O direito de participação social direta nos desígnios da Nação não requer uma política específica e deve ser aberto a cada cidadão ou cidadã, independente de sua integração em comissões ou comitês onde o engodo administrativo e político é sustentado explorando-se a limitação formativa e os poderes de influência da população menos privilegiada. Apoie esta medida assinando a petição. É fácil, simples e requer apenas poucos minutos de sua atenção on-line. Clique aqui para participar você também!

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Saber do Reino é Essencial...

Acordei, lembrei das porcarias feitas por lideranças da Revolução de 1964 e dos Governos que a sucederam, das outras feitas por membros da minha Igreja, das feitas por membros da minha família, e das outras feitas por membros de "outras entidades arrogadas a defender os interesses da sociedade humana". E também das feitas por mim...!!!! Lembrei dos enormes prejuízos, lembrei também dos demais membros da sociedade, em particular do nosso povo brasileiro, requeridos a analisar nossos problemas mas afeitos a não fazê-lo a bom termo... Que frustração...! Fiz minhas orações, virei de lado e dei um suspiro profundo de paz confiante em Deus Pai Todo-Poderoso, O Qual nos revelou o Seu Reino de Vida em Plenitude justamente porque saber dele é essencialmente importante a todos nós. E levantei...

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Melhor chip vivo ou morto que chip, morto!!!

Acordei, rezei, levantei, liguei o pc especialmente para carregar o celular em USB. Em seguida fui ao banheiro e lembrei de como é maravilhoso Deus àqueles que O amam e compreendem. Àqueles que, ao invés de se revoltarem com as adversidades socioambientais, atentos olham para a vida coerentemente compreensivos... Como tudo funciona mais fácil quando reconhecemos a essência do que nos cerca...! Que maravilha é o Senhor...!

Lembrei também de que é melhor ter chip Claro, Oi, Tim ou Vivo vivo ou porventura morto que ter um apenas que seja, morto...!!!!

E resolvi partilhar estas considerações com meus leitores costumeiros ou com acesso esporádico aos meus textos! E desejar a todos uma abençoada e gratificante semana, com graça, bem, sabedoria, paz e vida em plenitude!

Oremos e trabalhemos por nós e pelo mundo inteiro. Dignificando ao Senhor com nossas vidas... Ele É...!

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Da Abertura Democrática e Da Isenção Administrativa

Há algum tempo partilhei de público a bom respeito da gestão administrativa federal do meu País, do País do qual sou cidadão nato e tenho tradição hereditária e política arraigada até mesmo à época do Descobrimento, sobre o caso da não publicação da Portaria com a qual fui Designado para função de confiança na extinta Fundação Legião Brasileira de Assistência. De cuja representação no Distrito Federal fui representante na Comissão Regional de Pessoal do Sistema Nacional de Previdência Social.

Até hoje sem esclarecimentos sobre a irregularidade administrativa dada à época do Ato Institucional No. 5, eu, convicta e efetivamente de Direita e que acreditei nos melhores propósitos apresentados pelas mais expoentes lideranças do denominado Regime Excepcional de 1964, tenho lembrado vez ou outra do assunto. Sempre lembrando que em regimes arbitrários como o mencionado, especialmente em Países subdesenvolvidos ou "em desenvolvimento", disparidades de qualidade sociológica nos diversos nichos da população proporcionam espaços para especuladores metidos a espertos. Em todos os estratos da sociedade: civis, militares, e religiosos. Privados e públicos. Com potenciais de exercício de "lobby" tanto mais quanto em condições de vestir a camisa, ou a farda, afim a quem está no exercício dos Poderes Públicos ou de outras instituições de referência.

Um fato até hoje não explicado, que demonstra uma integral falta de abertura democrática, é a ausência de explicações por parte do Regime de 1964, sobre as causas da improbidade administrativa que foi a não publicação da Portaria acima mencionada, assunto abordado em meu artigo "Coisas do Brasil de 1964 até hoje...". Carência esta associada justamente ao General João Figueiredo, autor do famoso grito de "Abertura", e sua equipe de trabalho desde quando atuou e também chefiou o Serviço Nacional de Informações. 

Uma dúvida que há nisto tudo é se o então General João Figueiredo teve dificuldades administrativas internas sobre o assunto, diante de pares de farda investidos na gestão do País, ou se teve responsabilidade pessoal direta pela irregularidade mencionada. 

Caso não tenha sido de sua responsabilidade direta, seu grito de "Abertura" pode ter sido devido a contingências em que, no contexto em que teria sido funcionalmente exposto ao assunto, de forma direta ou indireta, teria pretendido, ainda que sob pressão dos fatos dados particularmente por sensíveis minhas iniciativas político-administrativas internas ao Estado, promover abordagem efetivamente democrática do assunto por parte de integrantes do regime responsabilizáveis pela irregularidade reclamada.

Entretanto, cabe ponderar que, caso ele tenha sido responsável pessoal pelo inusitado e surpreendente problema, a "Abertura" deveria ter sido iniciada por seu próprio exemplo. Do que teríamos uma vacância que quem já não se encontra conosco não pode mais reparar.

Mas o assunto permanece em trato, e permanecerá até que seja concluído. O Estado Maior do Exército não menciona qualquer um como General...

sábado, 24 de maio de 2014

Tua família pode me ver de cueca?!

Tua avó, tua filha, tua irmã, tua mãe, tua mulher, tua tia ou quem mais você considerar acessível pode me ver somente de cueca?!

Se a resposta for: não, por que é que podem ver o Neymar ou qualquer outro modelo contratado somente de cuecas expostos em fotos amplas em logradouros públicos?

Há dias venho notando a exposição de dois cartazes com propagandas de cuecas em frente a uma firma comercial na cidade onde moro. Dispostos na calçada, local privativo para a circulação de pedestres, e para mais nada, de forma que crianças, jovens e adultos que por ali circulam têm acesso livre e integral ao conteúdo mencionado... Algo de extremo mau gosto, ou de desesperado apelo comercial ou estúpida inconsequência social. "Somente porque o produtor encaminhou", "material de mídia"...

Ora, senhores produtores, ponham suas mulheres e suas filhas de calcinha ali também... Pelo menos, estima-se que isto seria bem mais bonito que homens grosseiramente semi-nús expostos a olhares de crianças, jovens e senhoras cotidianamente circulando naquele local. Coincidência ou não, em frente à Secretaria Paroquial da Igreja Matriz...!

Registrei as fotos para uma possível publicação. Mas acho tão feio e grosseiro que decidi não publicar.

E os Poderes Públicos? E a Promotoria Pública? O que dizem destes fatos? Tudo normal?

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Animais Sociais, Capitalismo e Socialismo...!

Anteontem ao iniciar participação numa nova rede social que promete partilhar os lucros com todos os seus afiliados, refletindo assim um critério socioeconômico mais equitativo num mundo cada vez mais competitivo, elaborei uma descrição minha em que temos considerações atualizadas sobre nossa natureza de animais sociais. Analisando-a em relação ao Capitalismo e ao Socialismo. Que partilho aqui.

"Politicamente de Direita por convicção, não acredito no Socialismo como forma estimulante de desenvolvimento socioeconômico e usufruto da liberdade nas dimensões vitais ao ser humano. Embora reconheça que no Capitalismo, por assim considerado o sistema socieconômico que faculta a livre iniciativa, a livre negociação e a responsabilidade individual, tenhamos oportunidades de ignorantes condutas e associada iniquidade. O que também se dá nos regimes socialistas. É a realidade em que somos todos responsáveis pela qualidade de vida à nossa volta. Vida em que, se somos criaturas sociais por natureza, por esta mesma natureza somos sociologicamente interdependentes e vinculados. Portanto, para mim, criar-se um regime "Socialista" para estabelecer que tudo o que todos fazem concerne a todos é uma redundância extrema. Em tese, o Capitalismo estimula a recompensa de esforços e o exercício da responsabilidade social. Mas o chamado imperialismo exercido por alguns capitalizados financeira ou patrimonialmente é uma aberração que traduz marginalismo, impotência e inseguranças pessoais no campo das relações morais e cívicas, e tendenciosismo no exercício de privilégios. Em detrimento da dignidade da pessoa. Portanto sendo reprovado."

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Fracasso de Projeto?

Ontem dei por mim que 60% do estoque da produção do meu livro Curiosidades Sobre a Bíblia e a Doutrina Cristã,  Edição do Jubileu do Ano 2000, que hoje se encontra na Editora, tem "somente 13 anos e 5 meses" de fabricação...! O que não o torna um sebo propriamente dito! 13 anos e 5 meses em que muitos dos que tomaram conhecimento da minha iniciativa não a prestigiaram e assim não concorreram a que muitas providências a mim essenciais relacionadas a orçamento pudessem com seu fraternal prestígio serem tomadas! Seria isto um indício de fracasso de projeto... Mas a idade da produção é bem mais jovem que a de muitas Bíblias, livros didáticos e romances que temos em nossas casas e nas bibliotecas do mundo inteiro... Nem tudo o que fazemos tem que dar certo, não é...?! Esta partilha tem um caráter sociológico para o discernimento porventura interessante a quem me acompanha e mantém laços de amizade comigo...!



domingo, 11 de maio de 2014

Feliz Dias Mães, a Maria Santíssima e a Todas as Mães da Terra...!



Sem dúvida, a Rainha da Paz é revestida de uma beleza que transcende tudo o que há de mais belo na Terra...! Sabemos que há muitas outras mulheres de uma especialmente fascinante beleza...! Extraordinariamente impressionantes, que como que desmontam qualquer coração endurecido pelo que refletem do brilho dos Céus...! Olhos azuis e compleições de tal forma perfeitas que encantam a todos...! Mas nenhum encanto poderiam projetar ao bem se não portadoras da alegria pela vida, da esperança de felicidade na fé, na mais pura e santa paz que há...! Na confiança no Amor, que é Deus...!

A Rainha da Paz deseja que, não somente hoje mas em todos os dias, todos os Seus filhos e filhas, enfim todas as pessoas do mundo, possam almejar e ter a perfeição e a santidade que Seu Esposo Deus Todo-Poderoso e Seu Filho Unigênito Cristo Jesus têm... Como Deus o recomenda através do Seu legado de sabedoria na Bíblia encontrado... Mais que riquezas que a ferrugem e a traça corroem, deseja que todos os Seus filhos e filhas alcancem, ao par ou assemelhadamente a Salomão, a Sabedoria...! Sabedoria com a qual, e somente com a qual, o amor é vivido e o trabalho bem realizado e sustentado... Sabedoria com a qual a humanidade se qualifica a produzir alimentos e bens importantes a sua preservação e salvação à vida em plenitude no Reino dos Céus. A Rainha da Paz deseja que todos os Seus filhos e filhas nisto dedicados não sejam relegados a segundo plano por seus irmãos e irmãs. Mas amados, dignificados e prestigiados em suas iniciativas e obras de salvação. Em especial na busca e propagação da vida em plenitude que somente com a Sabedoria de Deus é alcançável por nós...

Lembre-se disto ao lembrar que tem amizade comigo por aqui também. Nossa Santíssima Mãe quer-nos a todos felizes não em nós mesmos. Mas nos desígnios de Seu Esposo e Pai Eterno de todos os eleitos prudentes vigilantes à graça do Reino dos Céus... Nossa Mãe Eterna não quer ver carentes de apoio e essencial honra e portanto ignorados Seus filhos a Sua causa de salvação dedicados... Lembre também de todos os demais unidos a isto pela vida religiosa consagrada, Irmãos, Madres Religiosas, Missionários, Padres e todos os demais Pastores em Cristo alicerçados. E também de todos os demais homens e mulheres de boa vontade santamente dedicados à honra da vida pelo amor à paz...

Desejo um abençoadamente confortante, inspirador e vivificante Dia das Mães a você e a todas as mães do mundo. Que todas vocês possam ter a riqueza do reconhecimento do amor à Santíssima Mãe de Jesus e nossa na unicidade do Espírito Santo...! Que Ela possa ser agraciada com o melhor presente que filhas e filhos podem dar a uma mãe: uma atitude de vida efetivamente prática em relação aos mais ricos valores que a Sabedoria pode proporcionar a todos os que a amam mais que a todo bem passageiro...! Como uma mãe é feliz na certeza de que seus filhos sabem viver no pleno discernimento de Deus...!

Graça, bem, sabedoria, paz e portanto vida em plenitude...

Tarcísio Santos de Salles
www.tssal.com.br

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Consultas Públicas e Representatividade Governativa

Acabo de comentar uma postagem de um amigo também virtual em uma rede social, na qual ele compartilha um banner associado ao tema de uma enquete pública feita pela Câmara dos Deputados. Enquete esta que teve como resultado um índice de 73,5% positivo em favor da legalização da maconha no Brasil.

Meu comentário, que tem valor também para outras consultas públicas e várias iniciativas de "governo participativo" muitas das quais servem mais para engodo proselitista político que qualquer outra coisa, tem o seguinte teor:

Uma imbecilidade é o que estamos vivendo. Deputados Federais fazendo enquete para apurar a opinião pública sobre um assunto como estes. Se eles foram eleitos, o foram como representantes da população com acreditamento a que pudessem tratar dos assuntos de interesse público sem ficar consultando a "opinião pública" para defender o interesse nacional ao que de boa seriedade... Quando temos Governo e parlamentares fazendo consulta pública para tudo, temos indícios de que pagá-los para estar lá poderia não ser tão justificado assim... Acredito que muitas das respostas positivas à consulta tiveram base numa atitude: "vamos responder que sim, para ver o que eles fazem"...

Algo Mais que Politicamente Admitir é Preciso

Imagina você receber uma mensagem, de maneira compartilhada, socializada e sofisticada, na calada da noite, contendo o seguinte conteúdo: "Estamos pensando em dar um golpe no Paraguai. Se não der certo, vamos dar um no Uruguai. Se não der certo, vamos dar outro no Paraguai para dar certo do jeito que tiver que dar."

Imagina agora se não seria de se estimar que esta mensagem poderia ter sido difundida pelo Governo de um País que não é o nosso, no nosso caso o Brasil. Imagina também se não poderíamos estimar que esta mensagem poderia ser difundida por alguém de nosso próprio Governo, "lobbista" porcaria, tão porcaria quanto o estrangeiro que a poderia ter difundido na primeira hipótese, interessado em causar confusão e insegurança institucional em relação a origem de mensagens da mesma natureza. Numa condição socioambiental e política em que nosso Governo não é por excelência exemplar no cumprimento de suas rotinas administrativas e nas suas relações administrativas para com o cidadão.

Imagina isso tudo, pensa nisso, e projeta se não são imbecis todos aqueles associados em origem a mensagens como esta. E se não agem como que igualmente imbecis os que acovardados se põem de banda para abordar com eficaz responsabilidade este fato amplamente exposto a nós. Mesmo que no anonimato da calada da noite... 

Imagina também Psicólogos e outros profissionais do Comportamento, em tão avançado estado de desenvolvimento tecnológico, tentarem apaziguar os ânimos de abordagem deste assunto sugerindo que tais possibilidades de comunicação não devem ser consideradas e que toda percepção em dimensão análoga ao que temos cientificamente denominado de transmissão em alta frequência e ondas moduladas é apenas coisa psicológica...

Imagina, então, quem é imbecil e quem não é...

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Estado Forte Somente Com Povo Forte...

Quando uma Chefe de Estado afirma que o Estado precisa ser fortalecido ela reconhece que o Estado que ela chefia e herdou é fraco ou mesmo sem desenvoltura e isenta seriedade... 

Isto se dá muitas vezes por uma necessidade pessoal de aquisição de respeitabilidade pública diante de sua própria Nação ou mesmo do mundo inteiro. Uma forma de defesa diante de um contexto em que se sente impotente para solucionar o que é imperativo senão emergencial. Frente aos prejuízos decorrentes da deficiência e ineficácia estatal.

Entretanto, isto não resolve o problema e apenas serve para projetar uma imagem de interesse numa solução ao que muitas vezes não se dedica compromisso isento ou não tendencioso. Verdadeiramente democrático e embasado no direito público.

Pertençamos ou não a instituições de direito privado, civis ou religiosas, quando consideramos o que é público haver e interesse, até comercial ou economicamente considerados, não são nossas normas privadas particulares as consideradas para nossa análise de segurança socioeconômica. Mas as normas públicas com as quais podemos reivindicar ordem e qualidade administrativas, econômicas, ideológicas, legais, políticas e sociais públicas associadas aos lastros institucionais. Para projetos econômicos, educacionais e humanitários. Quando nossos confrades institucionais de outros países, irmãos de fé ou noutra condição de fraternidade ou laços de compromisso filantrópico ou ideológico que temos, analisam nossas condições socioeconômicas para investirem seus recursos financeiros, de tempo e trabalho em nosso País, não são as garantias particulares ou normas privadas pares que consideram. Mas nossa realidade funcional e legal publicamente reconhecida...

Nisto temos o cerne de nossa qualidade de vida e respeitabilidade econômica e moral e cívica. Na eficácia disto tudo que traduz a realidade de um País: nação, povo e território. Território publicamente estabelecido e publicamente sustentado. O resto no que concerne são apenas adjacências... Tenham elas o peso que possam querer ou realmente ter neste processo...

Quando uma Chefe de Estado, ou um Chefe de Estado, expressa que o Estado precisa ser fortalecido, deve essencialmente lembrar que um Estado é apenas o reflexo do que tem em efetivos valores o povo em função do qual existe... Em relação de interdependência direta com o que deve reconhecer também quanto ao que o mesmo povo precisa ser forte em tudo... 

Pensar somente nas necessidades de fortalecimento do Estado é estúpida e pueril demagogia... Vender esta ideia ao povo é hipocrisia...

sexta-feira, 11 de abril de 2014

FHC e Descriminalização das Drogas

Acabo de ler trecho de entrevista com o ex-Presidente da República Federativa do Brasil, Sociólogo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), membro da Academia Brasileira de Letras, em que se divulga sua opinião favorável à descriminalização das drogas no Brasil.

Não pude, em cidadã sã consciência, deixar de comentar, na rede social em que também tenho participação. O que partilho aqui:

Prefiro a opinião de especialistas... Não costumo opinar sobre assuntos que não conheço bem. Independente do que se possa concluir sobre o assunto, não creio que FHC tenha embasamento para recomendar ou não o que não conhece bem. A boa referência, também não tenho experiência sobre os efeitos nocivos das drogas. Entretanto, enquanto com alguns estudos biológicos por conta das minhas pesquisas em Agropecuária, condicionamento físico desportivo e Saúde Humana, sabedor que a exposição cerebral ou tecidual a efeitos químicos até mesmo da fumaça de cigarrro causa poluição, potencializa a necrose e a formação de tumores fatais. Algumas drogas chegam a cauterizar quimicamente o cérebro. Tive um conhecido na juventude que perdeu as faculdades de expressão facial natural por causa do consumo de drogas. Se nosso ex-presidente permanecer com sua opinião sobre a descriminalização da droga apesar destas referências, garanto que, se é que já votei nele um dia, NUNCA MAIS VOTO...!

segunda-feira, 24 de março de 2014

ORÇAMENTO PÚBLICO BRASILEIRO NÃO CONTEMPLA OBB 2014

O Governo Brasileiro, através do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, suspendeu a liberação de verbas de sua participação no orçamento de R$120.000,00 apenas, para apoiar a realização este ano no financiamento da Olimpíada Brasileira de Biologia, base para seleção dos representantes brasileiros na Olimpíada Íbero-Americana e na Olimpíada Internacional de Biologia. Em que os estudantes brasileiros acumularam mais de 30 medalhas em 10 anos de participação.

Veja aqui como seria bom se você apoiasse as Iniciativas T.S. SAL com aquisição do livro Curiosidades Sobre a Bíblia e a Doutrina Cristã: de acordo com o programa assistencial associado à renda líquida das vendas do livro, que contempla o suporte à Educação (precipuamente bolsas de estudo universitárias e de capacitação técnica e equipamentos para escolas), se nossas vendas estivessem a compatível movimento, com certeza a T.S. SAL Editora poderia considerar apoiar também esta iniciativa. Além dos frutos de formação sobre o legado de Deus por Ele a nós providenciado com que há alcançável na Bíblia. Essencial para todo discernimento e felicidade em seus ensinamentos alicerçados.

Saiba mais sobre o contexto da OBB 2014 através dos seguintes links:
http://www.anbiojovem.org.br/noticia.html?uri=Governo-nao-apoia-Olimpiada-Brasileira-de-Biologia
http://anbio.org.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=735&catid=34&Itemid=735

terça-feira, 18 de março de 2014

RENTABILIDADE DO FUTEBOL BRASILEIRO, CUSTO DA COPA E MAIS

A renda total de ingressos nos principais campeonatos foi menos que 50% do custo da Arena Brasília. Isto significa que os custos das Arenas da Copa somente serão compensatórios aos investimentos realizados se, e somente se, a arrecadação comercial e fiscal decorrente da realização da Copa FIFA 2014 for superior aos mesmos. Isto falando-se somente dos eventos 2014. A médio ou longo, muito longo, prazos, poderão ser justificados se houver arrecadação compatível. Fora isto, o Futebol somente provocará retorno econômico do investimento se o movimento comercial e fiscal envolvendo transmissões dos jogos, comercialização de produtos oficiais e faturamentos oficialmente registrados o viabilizarem.

Veja a entrevista de Heródoto Barbeiro com Cosme Rímoli:

terça-feira, 4 de março de 2014

Posições Políticas: Breves Considerações

Não raro somos vistos de frente para formulários de redes sociais ou instituições com propósitos sociológicos, requeridos a definir nossas posições político-ideológicas. Frequentemente, com opções objetivas sobre se somos capitalistas, comunistas, socialistas, respectivamente de direita ou de esquerda. E ainda com opções de Centro...: centro, centro-direita, centro-esquerda!

Ora, qualquer que seja a opção ideológica que alguém pode por bem assumir, sempre haverá uma conotação clara sobre sua tendência fundamental: de direita (tradicionalmente conhecida como "capitalista") ou de esquerda (associada ao comunismo ou a outras formas de socialismo).

Há entretanto muitos de nós que, ao apresentarmos nossas definições, o fazemos adotando uma definição mista: de centro-direita ou centro-esquerda! Como traduzindo uma certa flexibilidade ideológica na prática, com sentido de assumida defesa de parâmetros congruentes às duas correntes!

Tais expressões de comum afinidade têm relação com valores capitais e valores sociais. Que ambas as correntes, de direita e de esquerda, não têm como deixar de considerar na contingência da ordem natural em que a humanidade se insere! O que reflete que ambas as correntes não têm, de maneira nenhuma, condições de elaboração de planos de ação governativa sem considerar toda forma de capital e o fator social! Em que o recurso humano, na plenitude de sua natureza psicossomática e sociológica é o mais determinante para toda solução socioeconômica de produção de resultados a nós imperativos! 

O ser humano, com sua natureza biológica, psicológica e sociológica em grupo dada, não pode prescindir do capital material, há tempos representado pelo dinheiro como meio prático de pagamentos e trocas patrimoniais não feitas em gêneros naturais. Tampouco o que há de capital financeiro ou natural tem serventia sem o trabalho humano de qualidade ao melhor termo.

Logo, esta história de se dizer de centro-direita ou centro-esquerda nada mais é que se dizer de direita ou de esquerda com sensível consideração para a realidade inquestionável dos fatores essenciais a toda condição de governança e a toda necessidade de produção. De bens e serviços.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

UMA QUESTÃO DE ORDEM MORAL E CÍVICA, E DIREITO INSTITUCIONAL


O que é publicado não é reservado. Mesmo que no anonimato e ou veladamente... Disto não há quem possa discordar... 
 
Aplicam-se aqui todas as expressões de dano ou dignificação de imagem. E assim as revestidas de valor passível de interesse inibidor de todo direito de repúdio ou também de solidariedade ao que quer que se tenha em referência associado... Uma vez público, é consciência pública e, se expressamente vinculante ao Direito Público, ou ainda ao Direito Privado individual ou coletivo, jamais admissível a exclusividade secreta de consideração... 
 
Por outro lado, a toda pessoa que diante de qualquer conhecimento ou fato se portar com marginalidade, a esta condição naturalmente se assume. Com todas as restrições de direito que o marginalismo limita ao trato do que de conhecimento ou omissão. Tratar isto ou aquilo reservadamente depende da condição e do caráter das partes a isto moralmente aprovado e efetivamente realizável...

sábado, 25 de janeiro de 2014

Agora publicado em Redes Sociais! Just published in Social Networks!

Referências úteis sobre minha participação em redes sociais virtuais!
Useful referrals about my participation in virtual social networks!


Sobre minha imagem e presença apresentadas na web, por favor, considere o seguinte: não traduzem necessariamente prosperidade e sucesso econômico; são decorrentes de necessidade de divulgação do que posso fazer e tenho feito; têm essência numa expectativa de resultados em oportunidades comerciais e profissionais; têm evidente intensificação no que podemos providenciar facilmente em partilha de conteúdo a nós acessível na rede; e, claro, têm haver integral com o que quem tem amizade ou conexão comigo poderia retornar em interesse prático ao que tem potencial de termos proveito! E ainda porque aqui temos um potencial de comunicação de massa especialmente útil para compensar ou enfrentar algum desinteresse da Imprensa tradicional ao que à mesma é por nós apresentado ou desejado.

About my image and presence in web presented, please consider that: it isn't translates necessarily prosperity and economic success; it's derived from my diffusion needs about what I can do and what I have done; it have evident enhancement to what we could easily provide in web content we have access in the net; and, of course, it have integral relation to what people with me connected or in virtual friendship could respond in practic interest to what we could obtain in benefit or profit! And because here we have a mass communication potential especially useful to make up to or to confront some traditional press disinterest in related attention expectations.