Páginas

terça-feira, 30 de julho de 2013

WWF, OS TIGRES E A REALIDADE HUMANA


O WWF, no Dia Mundial do Tigre, chama à atenção para a conservação e defesa dos tigres, belos espécimes da fauna terrestre, cobiçados e invejados por muitos que não medem seus atos para explorá-los estúpida e inconsequentemente. Ignorando não somente seu valor ambiental como também que são seres considerados por Deus no processo de criação e evolução das espécies.

O ser humano, inconsequente a sua destrutiva extinção, pode também ser interpretado como inconformado por não ostentar relativa beleza. Vaidade? Não difícil admitir. Mesmo subconscientemente dada...

Isto faz-me pensar também, por coerente analogia, em que a atitude irreverente para com tão distinta presença na natureza pode ser aplicada às de muitos de nós que, também por ignóbil insegurança própria e inveja, têm destruído as perspectivas de vida salutar de outros tantos de nós. Malignamente agindo de forma socialmente destrutiva dos potenciais de vida de belos exemplares da espécie humana.


A grande raiz das atitudes que têm causado desvios comportamentais e sociológicos de muitos de nós é a mesma inveja vaidosa. Do que se tem conduzindo belos, inocentes e reconhecidamente potenciais e puros “tigres humanos” a condições incompatíveis com suas respectivas naturezas de ser. Espirituais e naturais, sexuais e sociologicamente valiosas nos campos da cultura, da economia e institucionais, todos. Referências estas que são úteis nos dois sentidos de realidades socioculturais contextuais aqui mencionados. Condutas de uns em recíproca utilidade para reconhecimento das condutas de outros. Uns prejudiciais precisamente à fauna animal, outros à sociedade humana.

Quando temos iniciativas desviando frágeis, inocentes ou pequeninos de seus cursos evolutivos naturais, danificando ou extinguindo seus respectivos potenciais de salutar desenvolvimento, temos invejosos destruindo o que lhes parece ser mais belo ou virtuoso. Temos a destruição da criação e a condução de potenciais homens e mulheres do amanhã em pessoas com a conduta desviada viciadamente de suas naturezas normais projetadas. O que se dá expressamente nos casos de formação de homens efeminados e mulheres aversas a homens ou prostitutas. Em que temos também a perda de puras almas que poderiam ser gratificantes pessoas consagradas à causa da salvação, por suas potenciais vocações à castidade de vida religiosa e santa, às desumanidades da vida profana. Grave realidade cujas causas agora aqui podemos comparar sem sombra de dúvida.

Tudo por causa da ignorância, da injustiça e da inveja. Pelo que temos muitos potenciais tigres humanos, que seriam belos exemplos de lideranças ao gênero humano e a serviço da vida em consonância com os desígnios de Deus, anulados ou drasticamente desviados e tolhidos. Assim excluídos do processo de desenvolvimento nos seus plenos potenciais de viver e fazer viver a bem. O feio ignorante mal se cuida, e é perigosamente danoso ao que é belo. Inclusive a si próprio.

O exemplo da realidade dos tigres e de outros belos espécimes da fauna terrestre, eminentemente destacados pelo que projetam em condição natural e nobreza, é perfeitamente útil para consideramos também a realidade dos tigres humanos, em nossa condição natural e social tão belos e valiosos quantos os da fauna. Pelo demonstrado e evidente destruídos pela estupidez do que é feio ou foi também enfeiado pelo mal... Como se os humanos maus pudessem deixar de sê-lo conduzindo seus pares a infelizes condições... Que estupidez...


Nenhum comentário: