Páginas

domingo, 5 de setembro de 2010

Máquinas com Camisinha nas Escolas do Brasil - "Projeto de Governo"

Nos últimos dias, foi noticiado, num dos veículos jornalísticos que pude acompanhar, que o Governo Federal tem como projeto disponibilizar máquinas com preservativos sexuais nas escolas públicas do nosso País.

Não pude verificar, na reportagem, quais as pretensas justificativas ou interesses relativos à medida equiparada ao que décadas atrás o Governo dos Estados Unidos realizou, sob a alegação de assegurar um nível mínimo de saúde a sua juventude sexualmente ativa.

Há alguns meses, publiquei neste blog uma matéria sobre o assunto. Relatando estatísticas atuais divulgadas pelo próprio Governo dos Estados Unidos. Demonstrando que a medida, ao invés de proteger a juventude norte-americana, teria, isto sim, contribuído para o agravamento dos índices de saúde da população feminina americana compreendida na faixa etária em torno dos 13 aos 25 anos. O que é muito importante para o Brasil. E para todo e qualquer País.

Leia mais: Sexo Seguro é Sexo-Fidelidade Conjugal...

A palavra "moda" não é um sinônimo de coisa boa. É um conceito estatístico que significa o que está mais sendo constatado. É um termo científico necessário a análises matemáticas de tudo a que ele pode ser aplicado. Para análises biológicas, econômicas, sociais e de todas as condições sobre as quais a aplicabilidade de equações matemáticas para diagnóstico do que a elas importa.

Considerar isto é muito interessante para verificar-se o que mais ocorre na sociedade humana. Para reconhecer o que é mais prático e seguro. No caso da vida sexual ativa estável e harmoniosa reconhecer que a moda matematicalizada é maior nos casos de casais com compromisso de ordem familiar tradicionalmente estruturada. O que sugere que optar pelo casamento é a melhor atitude, para quem tenha em alta conta uma vida sexual ativa, regular e saudável. Além da qualidade essencial para que os filhos advindos da relação dos casais tenham a melhor estrutura para serem felizes. E, com isto, seus pais tenham menores chances estatísticas de sofrerem frustrações de toda ordem.

Paz e bem.

Nenhum comentário: