Páginas

domingo, 27 de julho de 2008

VOCAÇÃO: Sonho de Deus...

Entre os dias 14 e 17 de Agosto próximos, estará sendo realizada no Brasil, pela segunda vez no Brasil em mais de quarenta anos de atividades em nosso imenso País, a Convenção Serra Internacional.

Representando Companheiros e Irmãs Serra dos cinco Continentes da Terra, os convencionais presentes deverão estar atualizando-se e fortalecendo-se acerca do que esta entidade de condição organizacional equivalente ao Lions Club e ao Rotary Internacional tem feito em prol da verdadeira amizade entre os cristãos, o ideal que motivou os seus fundadores, e o apoio às vocações sacerdotais, religiosas e missionárias de orientação católica. Valor que preponderantemente mantém unidos os milhares de integrantes desta entidade de cujo Clube/Comunidade em Mineiros (Goiás) sou novamente dirigente. Desde 1951, agregada à Pontifícia Obra pelas Vocações.

Com "Vocação: O sonho de Deus" sendo o tema central deste ano, estaremos reunidos, e portanto não dispersos, no exercício do verdadeiro "Compromisso de Serra". Avaliando a nossa realidade e procurando contribuir para que isto venha a ser cada vez mais bem desenvolvido. Trazendo assim a nós e a toda a Igreja uma catolicidade, um cristianismo, mais puro e vigoroso. Mais perfeito, satisfatório, a bem de toda a humanidade. Pois, devendo ser Luz do Mundo e Sal da Terra, e em sendo reconhecidos pela Santa Sé como a mais importante entidade católica em defesa das vocações (conforme expressou Sua Santidade o Bem-Aventurado Papa João Paulo II), devemos assim dignificados honrar esta valiosa missão. Efetivamente sendo alicerces verdadeiramente capazes e assim confiáveis a todos aqueles que têm e venham a ter a graça de abraçar a vida consagrada exclusivamente a bem da condução da humanidade à Plenitude, ao Paraíso... A Missão é séria, pois, a Messe é valiosa. Valiosa Messe do Senhor...

Ser efetivamente integrante do Serra Internacional é um privilégio que faz-nos viver e fazer viver mais saudáveis, mais santos. Fiéis ao Senhor e perfeitos ao Paraíso desde já. Num processo de conversão que, conforme testemunhos de alguns dos nossos, faz com que até mesmo ir ao médico seja menos evidente do que a outras pessoas! É um sacerdócio leigo expressamente coadunado para com o sacerdócio ordenado. É ser Igreja viva, santificante, salvífica. E faz com que todos os que nos conhecem a bem tenham ânimo para afirmar que isto nos transforma em cristãos irmanados e cada vez mais conscientes do que é ser Igreja. Independentes de abastados patrimônios, cristãos verdadeiros por cristãos verdadeiros, irmanados no "Deus Verdadeiro de Deus Verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial ao Pai". Pelo Qual "todas as coisas foram feitas".

As dificuldades da vida passageira não devem e não são obstáculos que impeçam desempenhemos bem nossos propósitos. E a experiência dos serranos fiéis o tem demonstrado gratificantemente! Temos sido, pela graça do Pai, afirmados e assim transformados em pessoas melhores. Pessoas cada vez mais fortes, em especial unidas no lema de nosso patrono, Frei Junípero Serra, Apóstolo da Califórnia e considerado herói do desenvolvimento dos Estados Unidos da América: "Sempre avante, jamais retroceder." Esta frase tem mantido muitos de nossos passos firmes e assim gratificado a toda a humanidade, onde quer que tenhamos estado. Favorecendo a que tenhamos uma atitude por isto pautada de forma benéfica a todos os que com os quais nos relacionamos. E mantendo-nos a todos cada vez mais com respeito à vida em plenitude.

Como a missão é em Deus alicerçada, precariedades temporais não devem e tampouco têm impedido a perseverança dos que, uma vez entre nós, compreenderam isto. Se não andarmos por Deus, com quem andaremos? Se a vida é uma luta e estamos vivos, que a encaremos sem rodeios e tenhamos somente um valor em mente: pela vida, por mais vida, a todos, vencer, vencer e vencer. Cada batalha com a qual nos depararmos a cada dia, cada um de nós. Pois devemos ser, como expressado por um dinâmico e intrépido vigário da Diocese de Jataí meses atrás, valentes guerreiros, santos. A bem da vida, no Espírito Santo que não mata e tampouco morre. "Tendes o dever de manter-vos vivos", todos. E em tudo... Congraçarmos, animarmo-nos, fortalecermo-nos. "Sempre alerta" para fazer "O Melhor Possível", na alegria do que, pelo pouco que possamos fazer em relação ao Senhor da Honra, santifiquemos e vivifiquemos todos os que pudermos alcançar. Obra sagrada do Senhor.

As vocações religiosas são um sonho de Deus para a salvação do Mundo. São as únicas pelas quais o Filho Redentor do Mundo nos orientou a que oremos ao Pai. O Mundo, criação de Deus, portanto não poderia deixar de ser belo e encantador. Pelo cansaço, pelo descaso, pela fome, pela imprudência, pelo imediatismo, pelo pecado, podemos ser distraídos em prejuízo da Alma, do Espírito, dos Céus. E assim a reduzirmo-nos tão somente à natureza materialmente tocável, visível. Ser vocacionista é viver a confiança em Deus e Sua Divina Justiça Misericordiosa. É não pôr a vida a perder, é pôr a vida a vencer. É tratar do mais importante do que o efêmero que a traça corrói e o fogo pode derreter. E é nisto que nós, serranos, vivemos. Com todos os consagrados fiéis ao Serviço do Reino dos Céus. Respeitando a livre iniciativa e a ordem institucional, a começar pela ordem e a paz da família, célula-mater da sociedade, do caráter da pessoa. E sua consciência, observando o segundo mandamento do Decálogo, amando e respeitando o próximo como a nós mesmos.

"Tendes o dever de manter-vos vivos", diz o Senhor. "Tudo com Jesus, nada sem Maria."